PORTUGUÊS- ENSINO MÉDIO

 PARTE I:  LINGUAGEM




EXERCÍCIOS1

TIPO DE LINGUAGEM E ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO
 
1.     Estabeleça a diferença entre linguagem animal e a humana.



2.     Elabore a definição para:



a)   Linguagem verbal

b)   Linguagem não verbal

c)   Linguagem mista

d)   Linguagem digital.

3.     Recorte e cole de jornais ou revistas textos que possam exemplificar:

a)   Linguagem verbal

b)   Linguagem não verbal

c)   Linguagem mista

d)   Linguagem digital

4.     Como se dá o processo de comunicação?

5.     Identifique os elementos da comunicação:

a)___________________ é aquele que transmite a mensagem.

b) __________________é aquele que recebe a mensagem.

c)___________________é o conjunto de informações recebidas.

d)__________________é o suporte através do qual se passa a mensagem 
(via de circulação da mensagem)

e) ___________________é o conjunto de elementos com significado, organizado segundo regras, aceites pelo emissor e pelo receptor.

f)__________________é o conjunto de variáveis que rodeiam e influenciam a comunicação.

g)________________é a capacidade de construir mensagens segundo um código compreendido pelo emissor e receptor.

h)_______________ é a capacidade de interpretar uma mensagem.

i) ________________resposta do receptor à mensagem enviada pelo emissor.



Emissor 
Receptor

Código

Canal

Mensagem

Contexto

Codificação

Decodificação

Feedback





  1. Identifique os tipos de liguagens recorrentes nas seguintes situações comunicativas:

a)     jornal televisivo

b)    programa de rádio

c)    cartaz publicitário

d)    carta familiar

e)    ofício

f)     poema

g)    página da web

h)    tela de um caixa eletrônico

i)     e-mail

j)     MSN- comunicação via web

k)    SMS – mensagem de texto

l)     Libras

m)   Braile

n)    Placas de trânsito
 

Exercícios 2
 Variação da Linguagem

1.       Pesquise em jornais, revistas e livros e dê exemplos de linguagem culta e coloquial.
2.       Identifique a opção que apresenta opção expressão de linguagem popular.
a)    “ A Onça preta da noite ta bebendo água no rio...”
b)   “Eu sou um deus automático que tudo faz e desfaz”
c)    “Ora são onças pintadas que saltam no seu caminho”
d)   “Na igreja de Sabará um Cristo nu chora ouro...”
e)    “Um caçador, mais a oeste, caçou veado a chumbo de ouro”
3.       Reescreva a resposta da questão anterior de acordo com o padrão culto da língua portuguesa.
4.       Identifique as proposições nas quais se faz uso da linguagem coloquial
a)    Indigestão. Tá anotado doutor.
b)    Não gostei disso, senhoras, senhores e senhoritas, autoridades civis, militares e eclesiásticas.
c)    Vou lhes contar como morri.
d)   Eu me exaltei e iniciei um movimento reivindicatório.
e)    Mandei todos eles pra aquele lugar.
f)     Teve um sacana que deu o serviço, contando pro patrão o meu movimento de conscientização.
5.       Observe as frases.

O professor chamou ele no quadro
O professor o chamou no quadro

Os menino tudo saiu
Todos os meninos saíram

Cumpade, cê viu o trem que eu tirei do oio?
_Tchê, tu viste o que tirei do olho?

Esses pares de frases exemplificam os fenômenos de variação lingüística. Redija um pequeno texto, exemplificando a ocorrência desse fenômeno na língua.

FIGURAS DE SINTAXE

 



2 comentários:

  1. Boa tarde.

    No Manual de Redação da Presidência da República há o seguinte trecho: "Aviso e ofício são modalidades de comunicação oficial praticamente idênticas. A única diferença entre eles é que o aviso é expedido exclusivamente por Ministros de Estado, para autoridades de mesma hierarquia, ao passo que o ofício é expedido para e pelas demais autoridades. Ambos têm como finalidade o tratamento de assuntos oficiais pelos órgãos da Administração Pública entre si e, no caso do ofício, também com particulares".
    Sabe-se também que o fecho "atenciosamente" é redigido em documentos quando o destinatário é de mesma hierarquia do remetente.
    Gostaria de saber se é considerada correta a frase: "Nos avisos, o fecho adequado é Atenciosamente, visto que tal documento é emitido por ministros para autoridade de mesma hierarquia".
    Pergunto porque a afirmativa está generalizando, dizendo que quaisquer ministros podem se valer do "aviso", quando, na verdade, há uma clara restrição no manual.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Péssimo material!!! :-(

    ResponderExcluir